Para a sessão desta terça-feira (06), na Câmara Municipal de Fortaleza, 14 matérias estarão em pauta, dentre elas a criação da Academia de Formação e Aperfeiçoamento da Guarda Municipal de Fortaleza, de autoria do Vereador Márcio Cruz, do PSD, e também um projeto sugerindo a inclusão da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS, como conteúdo obrigatório na formação continuada para profissionais do magistério, no âmbito da rede pública municipal de ensino de Fortaleza, por autoria do vereador Evaldo Costa, do PRB.

No dia 30/10 ocorreu a primeira audiência pública para debater a lei orçamentária de 2019, que está tramitando na Câmara. Nesta terça-feira, 06/11, um segundo momento desta audiência será realizado na Regional VI para apresentar à população a proposta da lei protocolada pela prefeitura. O encontro está marcado para começar às 14 horas.

A Regional VI abrange os bairros Sabiaguaba, Edson Queiroz, Sapiranga, Alagadiço Novo, Curió, Guajerú, Coaçu, Paupina, Parque Manibura, Cambeba, Messejana, Ancuri, Pedras, Jardim das Oliveiras, Cidade dos Funcionários, Parque Iracema, Auto da Balança, Aerolândia, Dias Macedo, Castelão, Mata Galinha, Cajazeiras, Barroso, Jangurussu, Passaré, Parque Dois Irmãos e Lagoa Redonda. Sua sede é localizada na Rua Padre Pedro de Alencar, 789-797, Messejana.

O Vereador Renan Colares (PDT), Presidente da Comissão de Orçamento, Fiscalização e Administração Pública, esclarece a importância do momento para ressaltar o papel da população nessa audiência. “A Lei Orçamentária estima receita fixa e garante onde vão ser aplicados os recursos, é importante a participação de todos. Aqui na Câmara estamos debatendo para aprovar esse projeto ainda este ano. É interessante para o fortalezense vir participar e entender onde o recurso está tramitando e sendo aplicado”.

Fonte: Agência de Notícias da Câmara Municipal de Fortaleza

Comentários no Facebook