Todos os funcionários dessa nova filial são fluentes em língua de sinais americana (ASL).

Essa é uma das muitas perguntas que os clientes têm na mais nova filial da Starbucks, que foi inaugurada em 23 de outubro em Washington, DC, nos EUA.

Enquanto essa Starbucks seja parecida com qualquer outra da rede – logo de sereia, canecas para venda, baristas usando aventais verdes – há uma única coisa que a torna muito especial. Todos os funcionários são fluentes em língua de sinais americana (ASL).

A Starbucks escolheu uma esquina da H Street Northeast para sua loja ASL por causa de sua proximidade com a Universidade Dallaudet, a única instituição de ensino superior de artes liberais do mundo para surdos e com deficiência auditiva.

Mesmo antes de entrar nessa loja da Starbucks, está muito claro que algo é diferente. Pedestres com olhos de águia vão notar que os guarda-sóis em frente à loja têm a marca Starbucks impressa neles em inglês e em datilologia ASL.

Ao entrar, você notará que a loja, ao contrário de todas as outras no mundo, não tem um ambiente musical.

No lado direito da entrada há um mural brilhante e colorido feito por um artista surdo. Há uma exibição de canecas exclusivas para este Starbucks – elas têm o símbolo do nome da marca, ilustradas com mãos verdes – e uma lousa exibindo a palavra da semana do vocabulário ASL. Na semana de inauguração, adequadamente, foi “café”.

Não foram somente os membros da comunidade surda que ficaram encantados em ver um negócio amigável à ASL aberto na vizinhança.

“Acho que esse pode ser um bom lugar para as pessoas se exporem à ASL e interagirem com seus vizinhos de maneira fácil”, disse Kirsten Schoefield, uma escritora que vive fora da H Street, ao CNN.

Fonte: CNN

Comentários no Facebook