O trabalho realizado no Piauí pelo Centro de Capacitação de Professores da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS) foi o escolhido como referência para realizar a formação sobre Letramento de Surdos na Educação Básica com os professores do CAS de Cascavel, no estado do Paraná.

Dia 9 e 10 deste mês, a professora de português Djane Lemos, do Núcleo Pedagógico de Libras e Português do CAS no Piauí, apresenta aos professores da região sul do país as experiências realizadas aqui que se tornaram modelo na área de alfabetização dos surdos. ?Esse é o reconhecimento de um trabalho feito com dedicação e compromisso. Por isso é uma alegria para nós do Piauí ser parâmetro para os CAS de outros estados e poder multiplicar nosso conhecimento, sempre contribuindo para educação dos surdos no Brasil?, diz Rachel Andrade, a diretora do CAS no Piauí.

O CAS, que é um centro de apoio ao surdo, tem unidades em todo país. Vinculado à Gerência de Educação Especial pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), no Piauí são quatro centros que oferecem atendimento especializado aos surdos, familiares, professores e comunidade. Cerca de 500 pessoas são atendidas por semestre no CAS da capital, que funciona na Avenida São Raimundo, Nº 568, bairro Piçarra. E ainda nas cidades do interior: em Parnaíba, no Centro de Línguas (CCL); em Piracuruca, na Unidade Escolar Anísio Brito e no sul do estado, em Floriano.

Para incluir socialmente e alfabetizar os surdos no Piauí, são oito cursos oferecidos nas unidades, como, curso de formação em libras nas modalidades básico, intermediário e avançado; curso de formação para instrutor e intérprete, curso de letramento e libras para familiares, entre outros, além de atendimento por uma equipe multidisciplinar: psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos e assistentes sociais.

Fonte: Secretaria de Estado da Educação – Piauí

Comentários no Facebook