A Prefeitura de Catanduva anunciou no dia 30 de dezembro de 2015.

A Prefeitura de Catanduva anunciou ontem que foi contemplada pelo Governo Federal com o projeto Central de Interpretação de Libras (Língua Brasileira de Sinais), criado pela Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Em texto encaminhado pela assessoria de comunicação, consta que o programa foi criado em 2013, para atender Estados e, que neste ano, alguns municípios foram contemplados, incluindo Catanduva.   “Em 2013 protocolei em Brasília ofício solicitando a Central de Libras, em abril deste ano participei de uma audiência com o secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José, durante um evento em São Paulo e reforcei o pedido.  Agora para começar muito bem 2016, conquistamos esse presente para o município e em especial para a comunidade surda”, ressalta Vinholi.

Na prática, Catanduva teria de manter algo semelhante, já que no ano passado, o prefeito Geraldo Vinholi anunciou o trabalho de uma Central Regional de Interpretação de Libras, conforme O Regional divulgou na edição do dia 12 de julho, inclusive com realização de um Encontro dos Surdos da Região.

Conforme a Prefeitura, a Central de Libras tem como objetivo proporcionar atendimento especializado e especifico às pessoas com deficiência auditiva.

E funcionará na antiga coordenadoria de Inclusão social, hoje denominada de Centro de Tecnologia e Inclusão. Com os seguintes serviços:

Atendimento Presencial, a pessoa poderá obter informações diretamente na Central de Libras com o profissional responsável pela tradução/interpretação em Libras/Língua Portuguesa; Nas informações por meio virtual, a Central de Libras possuirá tecnologia para prestar atendimentos por meio virtual, que possibilitará uma comunicação rápida e em tempo real entre a Central de Libras e a pessoa surda em qualquer lugar;  Na interprete in Loco, este estará disponível para acompanhamento da pessoa com deficiência auditiva a locais de atendimento ao público (Poupatempo, Fórum, prefeitura, etc..). Este serviço deverá ter data e hora previamente agendados.

Em 2014

Em 2014, foi anunciada a inauguração da Central Regional de Interpretação de Libras, no dia 26 de junho para atender deficientes auditivos de toda a região. Na época foi informado que o  programa era uma parceria com a Secretaria de Educação. O responsável pela Coordenadoria de Inclusão Social de Catanduva, Francisco Rodrigues Neto, afirmava que a partir daquele momento seria  possível agendar a presença de uma intérprete para acompanhá-los quando forem utilizar algum serviço público, como por exemplo na unidade do Poupatempo ou na Prefeitura. Além disso, Rodrigues ressaltava que alguns cursos oferecidos seriam iniciados naquele mês. “Devemos iniciar dois cursos ainda em julho, com a Guarda Civil Municipal e com o Samu. São profissionais que estão diariamente em contato com as pessoas, inclusive em situação de emergência, por isso, entendemos que é importante capacitá-los para que possam prestar um atendimento de qualidade quando necessário ao cidadão surdo”, informava.

Fonte: O Regional

Comentários no Facebook