Aplicativo para atender clientes com intérpretes da Língua Brasileira de Sinais via smartphones e tablets está em testes e será lançado em 2017.

A Vivo está realizando testes internos para desenvolver uma plataforma que permite atendimento acessível a pessoas surdas-mudas via aplicativo para smartphones e tablets. O atendimento ao cliente contará com mediação de um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e poderá ser agendado com antecedência. A aplicação será apoiada na comunicação com a central de atendimento por um profissional que domina Libras e a previsão de lançamento é em 2017.

A data exata para a disponibilização do serviço ainda não está definida, mas a empresa informa que a plataforma já está em fase de testes com funcionários. O projeto prevê desenvolvimento de sistemas, treinamento e integração.

Atualmente, a legislação prevê obrigatoriedade do atendimento especial a surdos, mas o recurso adotado são as conversas via chat. No entanto, estatísticas indicam que 70% da população com deficiência auditiva no País, formada por 9 milhões de brasileiros segundo o último censo do IBGE, é incapaz de escrever ou ler em português. A comunicação entre os surdos fica restrita ao grupo que tem a mesma deficiência ou a familiares que conhecem Libras, configurando uma espécie de isolamento social.

Fonte: ITForum 365

Comentários no Facebook