Durante a Sessão Ordinária realizada nesta quinta-feira, 08, vereadores de oposição votaram de modo desfavorável no projeto de lei nº 425 de propositura do vereador Fábio de Oliveira Santos.

GOIÁS – O projeto assegurava às pessoas com deficiência auditiva o direito a atendimento por tradutor ou intérprete de libras nos órgãos e entidades da administração pública, direta e indireta, funcional e nas empresas concessionárias de serviços públicos.

plenarioBOs vereadores de oposição alegaram que não poderiam aprovar o projeto porque este seria de cunho inconstitucional, uma vez que a Constituição Federal prevê a impossibilidade de vereadores gerarem custo ao estado.

Na tentativa de explicar o projeto à bancada de oposição o vereador Fábio tentou por diversas vezes esclarecer a real necessidade e propósito do projeto apresentado, porém, a bancada não mudou a opinião e sugeriu que o vereador retirasse o projeto e o retorna-se sob tutela do prefeito municipal.

Segundo à bancada de oposição caso o prefeito apresente o projeto, este será apreciado no mesmo dia, sendo que se fizesse necessário promoveriam uma sessão extraordinária para a aprovação do mesmo.

Nossa equipe de reportagem esteve na sessão acompanhando os trabalhos, e falou com exclusividade com o vereador Fábio de Oliveira, que falou sobre a má interpretação que deram ao seu projeto: “Infelismente não interpretaram o objetivo do projeto, projeto esse que apenas visa a dignidade dessas pessoas que passam por inúmeras dificuldades”, pontuou.

Segundo o vereador Fábio de Oliveira, o projeto foi retirado sob pedido dos demais vereadores de oposição, mas este será novamente apresentado até que seja cumprida a lei, dando mais acessibilidade e dignidade aos mais de 180 surdos do município de Goianésia.

Fonte: Boa Nova FM 87,9

Comentários no Facebook

Comments are closed.