Ufac201516061A palestra de abertura foi ministrada pela professora Shirley Vilhalva, com o tema “Política de inteligência: Sem língua não há poder”

A Universidade Federal do Acre (Ufac) promoveu hoje pela manhã, 16, no anfiteatro Garibaldi Brasil, a abertura da I Semana de Letras Libras. Com o tema “O bilinguismo e o ensino de libras”, o evento tem a finalidade de discutir o ensino de língua de sinais desde a educação básica até o ensino superior. O evento acontece entre os dias 16 a 19 de junho. A palestra de abertura foi ministrada pela professora Shirley Vilhalva, com o tema “Política de inteligência: Sem língua não há poder”.

A solenidade contou com a participação do reitor, Minoru Kinpara; da pró-reitora de Graduação, Aline Nicolli; do pró-reitor de Extensão e Cultura, Enock Pessoa; da diretora do Centro de Educação, Letras e Artes (CELA), Antonieta Buriti; do coordenador do Curso de Letras Libras, Alexandre Melo; da coordenadora do Núcleo de Apoio à Inclusão (NAI), Joseane Martins; da representante do secretário Estadual de Educação, Cleide Prudêncio; da coordenadora do Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e de Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS-AC), Socorro Rodrigues e do coordenador do CAS-Seme, Joaquim Oliveira.

Para o coordenador do curso de Letras Libras da Ufac, Alexandre Melo, o evento é de suma importância e tem um grande significado para todos os alunos e professores. “Este evento busca discutir o ensino para promover a inclusão da pessoa surda na sociedade”, destacou Melo.

image_banner

A professora Shirley Vilhalva, que colabora na educação de Surdos em Mato Grosso do Sul há 30 anos e que hoje trabalha no ensino de libras para indígenas, de volta ao Acre depois de 10 anos e fez um paralelo do antes e depois. Ela diz que o curso de Letras Libras ajuda na socialização dos surdos, “não é só a língua de sinais, mas é a construção de uma metodologia do ensino de Libras”, frisa Vilhalva.

O encerramento da Semana será com a palestra da professora Sueli de Fátima Fernandes, coordenadora do curso de graduação em Letras Libras da Universidade Federal do Paraná (UFPR), com o tema “O ensino do português como segunda língua”.

Fonte: UFAC – Universidade Federal do Acre

Comentários no Facebook