Planejamento disponibiliza tradutor de conteúdos digitais para surdos

241

content_20140217_150151Versão foi elaborada em conjunto com a Universidade Federal da Paraíba

Para viabilizar o acesso de pessoas surdas aos conteúdos de computadores, dispositivos móveis e plataformas Web, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), lança a versão beta da Suíte Vlibras. O software livre é um tradutor de conteúdo digital para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). A solução reduz barreiras de comunicação e amplia o acesso à informação das cerca de 9,5 milhões de pessoas com níveis de deficiência auditiva no país.

“Os surdos representam uma parcela significativa da população brasileira e trabalhamos para garantir a acessibilidade dessas pessoas. A função deste tradutor é democratizar o acesso aos meios digitais e prestar melhores serviços eletrônicos”, defendeu o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do MP, Cristiano Heckert. Segundo o secretário, a Suíte VLibras foi elaborada em código aberto e será disponibilizada posteriormente no Portal do Software Público Brasileiro (SPB).

A Suíte VLibras consiste em um conjunto de soluções computacionais composta pelas ferramentas VLibras-Desktop, VLibras-Plugin, VLibras-Video e WikiLibras. Este último instrumento ainda será desenvolvido para ser interativo. Em breve, ocorrerá a implantação de sinais e dicionários regionais para serem utilizados por pessoas com deficiências auditivas. Esta ação conta com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República.

UFPB

O desenvolvimento da Suíte VLibras foi realizado pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão do Laboratório de Aplicações de Vídeo Digital (Lavid) da UFPB. Além de realizar pesquisas para transferir tecnologias e conhecimentos em temas relativos à tradução de conteúdos digitais para Libras, o núcleo também é uma referência nacional e internacional em desenvolvimento de tecnologia para TV Digital.

A versão oficial da Suíte VLibras será lançada em 2016. Interessados em contribuir para a melhoria da versão beta podem enviar suas contribuições para a equipe da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) por meio do seguinte endereço eletrônico:govbr@planejamento.gov.br.

Fonte: http://www.planejamento.gov.br/conteudo.asp?p=noticia&ler=12339