O vereador Ivan Moraes (PSOL) repercutiu na tribuna a audiência pública realizada na manhã de ontem (26) sobre os direitos dos surdos na capital pernambucana. O parlamentar enfatizou, na plenária do Projeto Câmara nos Bairros, a importância dos órgãos públicos terem intérpretes em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais.

“Fazemos um esforço muito grande para que todos os órgãos tenham intérpretes em libras. Mais de sete por cento da população fica proibida de entender o que estamos falando. Isso teria que ser aplicado na Prefeitura e nos posto de saúde, por exemplo. A audiência  contou com centenas de surdos e as Secretarias presentes tiveram que dirigir-se ao estacionamento da Casa para dar andamento ao evento por conta da quantidade do público”.

Ivan Moraes ressaltou que as escolas deveriam disponibilizar Libras em sua grade curricular. “Muitos aprendem o inglês, que está no currículo da escola, espanhol ou francês. Mas poucas escolas têm a oportunidade de ensinar Libras e tenho defendido que as unidades de ensino disponibilizem Libras e que toda a criança tenha a chance de aprender”.

No aparte, o vereador Jayme Asfora (PMDB) parabenizou Ivan Moraes pela realização da audiência pública. “Foi muito importante o evento e gostaria de sugerir que a Câmara poderia contratar um profissional para que todas as audiências públicas tivessem tradução aos surdos”. Já Michele Collins (PP) teceu comentários positivos sobre a realização da reunião plenária fora da Casa. “Uma grande iniciativa da Câmara em trazer a plenária para o Sesc de Santo Amaro. O Decreto Legislativo é do ano de 2013 e o presidente Eduardo Marques teve a coragem de colocá-lo em prática. Todos da Comissão Executiva estão de parabéns”.

Ivan Moraes finalizou suas palavras enaltecendo a sintonia entre os moradores e a Casa de José Mariano. “O grande desafio na política é o de levar discussões para cada vez mais próximo das pessoas que, por algum motivo, não tenham condições ou encontram barreiras para saírem de casa e se dirigir à Câmara. Quanto mais fizermos isso e pudermos levar as pessoas para a Câmara, melhor ainda. É uma marca dessa gestão para outras legislaturas”.

Fonte: Câmara Municipal do Recife

Comentários no Facebook

Comments are closed.