Início das aulas está previsto para 30 de setembro. Podem participar professores, acadêmicos e comunidade em geral.

PARANÁ – Estão abertas as inscrições para o curso de treinamento profissional e aperfeiçoamento em Língua Brasileira de Sinais (Libras), da Faculdade Guairacá. O curso vai acontecer aos sábados a cada 15 dias, totalizando 80 horas. O início das aulas está previsto para 30 de setembro. Podem participar professores, acadêmicos e comunidade em geral. O investimento é de R$ 180. Clique aqui e inscreva-se.

De acordo com a assessoria de imprensa da faculdade, o curso de extensão está sendo promovido pelo Colegiado de Pedagogia da instituição, tem como meta o atendimento ao Decreto nº 5.626 de 12 de dezembro de 2005. Atualmente professores, psicólogos, assistentes sociais e os mais variados profissionais encontram em suas áreas de atuação a necessidade da comunicação eficiente com pessoas surdas que venham a procurar seus serviços, seja em escolas, em consultórios ou em clínicas. Sabendo que 1,5% da população brasileira apresenta surdez e que historicamente a língua de sinais é a sua língua natural, justifica-se a necessidade do seu domínio.

De acordo com o coordenador do projeto na Guairacá, professor José Aramis Barbosa de Oliveira, o objetivo do curso é possibilitar que pessoas das mais diversas áreas profissionais possam conhecer a Língua Brasileira de Sinais, facilitando assim, a comunicação. “O intuito é de proporcionar aos participantes conhecimento básico e domínios necessários para a comunicação com pessoas surdas, além de transmitir conhecimentos da cultura surda e contribuir para a inclusão social”.

O professor José Aramis explicou que o curso terá uma sustentação teórica abrangendo os principais aspectos da comunidade surda. “Será adotada também uma estratégia de conversação, através de diálogos, narrativas e exercícios. Desde o início os alunos serão submetidos à prática”, completou.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

  • Aspectos gerais da Libras;
  • Léxico de categorias semânticas;
  • Verbos;
  • Postura e conduta frente à pessoa surda;
  • Libras em contexto: ações do cotidiano;
  • Sistemas de transcrição para Libras;
  • Configuração de mãos;
  • Estudos gramaticais;
  • Expressões faciais e corporais;
  • Aquisição da linguagem: língua de sinais;
  • Dinâmicas relacionadas ao contexto de Libras.

Fonte: Redesul de Notícias