Talento do jovem de 13 anos foi descoberto em escola municipal de Caruaru. Estudante aprendeu observando movimentos e também afina o instrumento.

Em uma sala de aula da Escola Municipal Doutor Amaro de Lyra e César – o CAIC em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, há uma lição que vai além dos livros: a de superação. No local estuda Darlisson Araújo, de 13 anos, que é deficiente auditivo e destaque nas aulas de música. “Ele é um menino muito inteligente e isso contribui bastante”, disse a professora Aline Marijó sobre o comportamento do menino durante as aulas das outras disciplinas.

Quem descobriu o talento do estudante foi o professor Marconiel Rocha, que dá aulas de percussão na instituição municipal de ensino. Ele começou a perceber que o aluno – que não ouve nem fala – prestava atenção nas aulas de música como se entendesse cada palavra e ouvisse cada nota musical.

“Um dos primeiros instrumentos que a gente passa para eles aprenderem é o pandeiro. Então, eu percebi que na hora da aula Darlisson estava muito atento, ficava observando… Foi quando o chamei para tocar o instrumento. Eu ensinei como são os fundamentos do pandeiro e ele fez tudo bem direitinho. Ele tem uma sensibilidade incrível”, ressaltou Marconiel.

Darlisson começou a praticar usando os olhos para gravar os movimentos. E foi com o olhar que ele começou uma relação de muito carinho com o pandeiro. Ele começou a tocar o instrumento há pouco tempo, mas o suficiente para que a mãe percebesse o quanto a música mudou a vida do filho. “Ninguém dorme quando ele toca o pandeiro. Como ele não escuta, fica afinando o instrumento. Eu digo: ‘Vá dormir’. Ele responde: ‘Só mais um pouquinho’. Só depois que ele guarda é que todos dormem”, revelou a mãe.

Marconiel Rocha ensinou o estudante a tocar o instrumento
Marconiel Rocha ensinou o estudante a tocar
o instrumento

Ao aprender a afinar o instrumento, o estudante surpreendeu o próprio professor. “A minha intenção foi dar o pandeiro a Darlisson como forma de incentivo para ele estudar. Mas, quando ele afinou, eu pensei: ‘Como é que uma pessoa que não ouve afina um pandeiro num som tão legal?’ Isso é coisa que só Deus explica. E a música tem dessas coisas maravilhosas”, ressaltou Marconiel Rocha.

Agora, o sonho do menino de 13 anos é ser músico. E no que depender da mãe, ele vai ter muito apoio. “Cada desenvolvimento dele para mim, que sou mãe, é muito importante”, falou orgulhosa.

Fonte: G1 Globo

Comentários no Facebook

Comments are closed.