“Agora, ela tem amigos e chora para vir à escola. Tudo isso graças ao acolhimento que recebeu”, agradece a mãe da garotinha.

Deborah Maria Silva tem nove anos de idade, está no terceiro ano do ensino fundamental, e viu sua vida mudar ao ingressar na Escola Municipal Professor Ernst Heeger, localizada no bairro Parque dos Pirineus, região Noroeste de Anápolis.

Portadora de deficiência auditiva, a pequena é aluna das professoras Eliane Aparecida e Euline de Fátima, que desenvolveram o projeto “Sou bilíngue” para que todos os 31 estudantes da turma pudessem se comunicar com Deborah.

Conforme explica Eliane Aparecida, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi ensinada aos alunos junto com o português e que a recepção dos colegas em acolher a garotinha é sempre a mais solidária possível.

“Eu fiquei muito encantada com a empolgação da turma em aprender a linguagem de sinais. Agora, eles disputam para saber quem será o intérprete da Déborah no dia”, disse.

Na última quinta-feira (12) todos estudantes do 3º ano receberam, em solenidade realizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), certificados por terem aprendido a se comunicar com Déborah na segunda língua oficial do Brasil.

Emocionada, Rosângela Aparecida disse que o projeto promoveu uma transformação na realidade de sua filha.

“A Deborah, antes de estudar nesta escola, era uma criança que não se comunicava com ninguém. Agora, ela tem amigos e chora para vir à escola. Tudo isso graças ao acolhimento que recebeu aqui”, agradeceu.

Fonte: Portal 6

Comentários no Facebook

Comments are closed.