O motorista que vai ao drive-thru de alguma rede de lanchonetes comprar sua refeição rápida sabe como é fácil. Basta parar o carro em frente ao totem, esperar pelo atendente e falar para ele o seu pedido.

Agora pense como uma pessoa surda faria o mesmo? Aqui no Brasil o surdo não consegue comunicar.

Ele tem que parar o carro e entrar na lanchonete para fazer o pedido, torcendo que o atendente compreenda sua língua, a língua de sinais.

Nos Estados Unidos a rede Starbucks dá o exemplo. (vídeo abaixo)

Na loja está de St. Augustine, na Florida quando o cliente chega e não consegue se comunicar falando, a atendente aparece no canto da tela e começa a falar com ele na língua de sinais americana (ASL), o equivalente à Libras, Língua Brasileira de Sinais.

A maioria das pessoas sabe a língua de sinais porque fica na cidade a ‘Florida School for the Deaf and Blind’ – Escola da Florida para surdos e cegos.

Rebecca Rei gravou um vídeo mostrando como é bacana e revolucionário o atendimento, que deve ser copiado no mundo todo, inclusive no Brasil.

Fonte: Só Notícia Boa

Comentários no Facebook

Comments are closed.