Nesta segunda-feira (23) é comemorado o Dia Nacional da Educação dos Surdos.

Poder falar e não ser ouvido. Quantas vezes você já ouviu este termo? Mas não leve ao pé da letra, pois assim é mais fácil de se entender. Hoje (23) é comemorado o Dia Nacional da Educação de Surdos, pessoas que falam com as mãos e ainda esperam por oportunidades.

A comunicação por meio de Libras ainda é o caminho mais simples para entender os surdos. E mesmo com poucas chances de receber uma educação à altura, pelo fato de que na região são poucas as entidades ou instituições que tem um profissional para atender à demanda, aqui em Videira o Instituto Federal Catarinense, através do professor intérprete de Libras Ramon Cunha, oferece uma educação apropriada para a situação.

De acordo com o professor, a busca por pessoas que comprem esta batalha é difícil. Contudo, um grande passo foi dado nos últimos meses, com a criação da Associação dos Surdos de Videira.

Um dos desafios para as entidades e instituições é como incluir a cultura dos surdos na comunidade ou até mesmo oportunizar a pessoa com uma vaga no mercado de trabalho.

De acordo com Ramon Cunha, a língua de sinais é importantíssima na inclusão, e isso está em falta no cotidiano. São poucas as pessoas que sabem como conversar em libras, porém, o professor acredita que os conhecimentos básicos sobre a língua fariam uma grande diferença.

Fonte: Vitória AM 1320

Comentários no Facebook

Comments are closed.