Cerca de 320 atletas surdos estarão em Caxias do Sul entre os dias 13 e 22 de julho para o Campeonato Mundial de Handebol de Surdos 2018.

Brasil, Camarões, Costa do Marfim, Croácia, Dinamarca, Equador, Gana, Quênia, Rússia e Turquia trarão suas delegações para a competição. Serão oito seleções masculinas e seis femininas. Os jogos ocorrerão na Vila Poliesportiva da Universidade de Caxias do Sul (UCS), das 12h às 21h. Ainda no dia 12 ocorre uma cerimônia de abertura no Teatro Municipal Pedro Parenti, às 19h.

O objetivo é mostrar que a surdez não implica em restrições à prática de atividades esportivas, onde os atletas surdos vão poder demonstrar sua capacidade à sociedade, fortalecendo inclusive a autoestima. Para a titular da Coordenadoria da Acessibilidade, Liege Dalla Porta, o evento será um marco para a comunidade surda de Caxias do Sul.

“Teremos um momento de confraternização importante no município. Através do gestuno, a língua de sinais universal, será uma oportunidade onde os atletas surdos brasileiros vão trocar experiências”, sugeriu Liege.

Esta será a segunda edição do mundial. A primeira foi em Samsun, na Turquia, em 2014. O evento é organizado pela Confederação Brasileira dos Surdos, promovido pelo Comitê Internacional de Esportes para Surdos, com apoio da UCS e da Prefeitura de Caxias do Sul.

Fonte: Leouve

Comentários no Facebook